Saneamento Rural foi tema de encontro em São Paulo

Saneamento Rural foi tema de encontro em São Paulo

Categoria(s): Arquivo

Publicado em 05/11/2014

Evento organizado pela Iniciativa Verde no extremo sul da cidade teve como foco principal a implantação de fossa biodigestora para a preservação ambiental da região

Nos dias 09 e 22 de outubro, foram realizadas as Oficinas: Saneamento Rural Fossa Biodigestora – Modelo Embrapa, em uma propriedade localizada em Área de Proteção Ambiental (APA), Capivari-Monos. O evento foi no sítio do Zé Mineiro, produtor orgânico de hortaliças, rapadura e cachaça.

Com o apoio dos Conselhos Gestores das APAS Capivari-Monos e Bororé-Colônia, foram convidados moradores e órgãos do Território Rural paulistano para conhecerem a fossa séptica biodigestora (destinada ao tratamento do esgoto sanitário doméstico), que inclusive permite o uso do efluente como adubo orgânico.

Cerca de 20 pessoas entre agricultores e técnicos que atuam na região, de prefeituras e organizações não governamentais estiveram presentes.

O palestrante convidado do evento foi o Dr. Wilson Tadeu Lopes da Silva, pesquisador da Embrapa Instrumentação, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de São Carlos, no interior de São Paulo.

Necessidade de garantir a qualidade ambiental da região

Após a aprovação do novo Plano Diretor, a região rural de São Paulo passou a ser designada oficialmente como área de prestação de serviços ambientais. A zona rural paulistana abriga 1% da população da cidade, mas representa 1/4 de toda a extensão do município. Só na região sul da capital estão localizadas duas Unidades de Conservação de Uso Sustentável, as APAs) Capivari-Monos e Colônia-Bororé.

Entre os objetivos do Plano Diretor recém-aprovado é incentivar a agricultura sustentável em especial a produção de alimentos orgânicos.

Para que essas áreas possam se manter saudáveis e preservadas, entre várias das ações necessárias, está a adoção de soluções de saneamento por meio de práticas descentralizadas, eficientes e de baixo custo para serem colocadas em prática pela população do meio rural.

Entre as mais indicadas estão os trabalhos desenvolvidos pela Embrapa Instrumentação de São Carlos (SP), em especial o que se refere à fossa séptica biodigestora. Desde 2003, ano em que venceu o Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, ela é uma das experiências que compõem o Banco de Tecnologias Sociais (BTS) e que tem alcançado excelentes resultados.

Para o presidente da Iniciativa Verde, Roberto Resende, também palestrante na oficina, o saneamento rural representa um aspecto importante para a preservação ambiental da região. Segundo ele, “a implantação do saneamento de forma acessível é fundamental para a conservação da qualidade ambiental da região dos mananciais”.

Resende acredita que os resultados dessa primeira oficina são importantes não apenas pela demonstração desta tecnologia, mas também para o desenvolvimento de diversas parcerias entre a sociedade civil e órgãos públicos que atuam na região, especialmente pro meio dos Conselhos Consultivos das APAs.

Conheça aqui a APA Capivari-Monos.


Palestra do Dr. Wilson Tadeu Lopes da Silva, da Embrapa Instrumentação


Roberto Resende, presidente da Iniciativa Verde orienta sobre a instalação da fossa biodigestora


Fossa biodigestora em fase final de instalação

  • 711 Hectares Reflorestados
  • 126.789 Toneladas de CO² compensados
  • 959 Empresas