Ninguém é pequeno demais para fazer a diferença

Ninguém é pequeno demais para fazer a diferença

Categoria(s): Arquivo

Publicado em 18/01/2019

Esta foi umas das frases arrebatadoras da sueca Greta Thunberg, então com 15 anos, em seu discurso na última Conferência das Partes (COP) para o clima, que aconteceu em novembro de 2018, em Katowice, Polônia.

Hoje, milhares de estudantes secundaristas da Alemanha, Suíça e Bélgica entraram em greve e foram às ruas protestar a favor da justiça climática.

O movimento dos estudantes (que pode ser acompanhado nas redes sociais pelas hashtags #FridaysForFuture e #ClimateStrike) por si só já prova o ponto de Greta, que inspirou colegas e adolescentes de outros países a se mobilizarem e lutarem pela garantia do futuro do planeta.

“Se algumas crianças conseguem virar manchete em jornais do mundo todo só por não ir à escola, imagine o que que todos nós conseguiríamos fazer juntos se realmente quiséssemos”, afirmou Greta no discurso.

Sua sensatez e a firmeza com a qual chamou os líderes ali presentes para a ação lembra uma outra adolescente excepcional. Na primeira grande conferência mundial sobre meio ambiente e desenvolvimento, a Rio 92, a canadense Severn Cullis Suzuki deixou muitos estarrecidos ao chamar atenção para os danos já visíveis da ação humana no planeta - espécies extintas, florestas devastadas, rios poluídos. Fechou seu discurso dizendo: “Vocês adultos dizem que nos amam. Mas eu os desafio a, por favor, fazer suas ações refletirem suas palavras".

Separados por 26 anos, os discursos refletem a mesma urgência pelo planeta. A mesma necessidade radical de mudança de hábitos, de união profunda em prol do objetivo único de proteger a vida como a conhecemos.

Os estudantes, apesar de pequenos, estão fazendo a sua parte. Já entenderam que todo o mundo precisa se envolver. Por aqui, seguimos sendo inspirados por garotas como Greta e Severn, e trabalhamos pelo seu e pelo nosso futuro.

Se inspirou também?
Use nossa calculadora de carbono para descobrir o quanto as atividades do seu dia-a-dia emitem de gases do efeito estufa. Este é o primeiro passo para reduzir ou até compensar essa pegada.

--

Texto: Marina Vieira Souza. Foto: Valentin Flauraud/Keystone via Associated Press.

  • 699 Hectares Reflorestados
  • 114.267 Toneladas de CO² compensados
  • 916 Empresas