Iniciativa Verde já recuperou 68,5 hectares no Sistema Cantareira

Iniciativa Verde já recuperou 68,5 hectares no Sistema Cantareira

Categoria(s): Arquivo

Publicado em 24/09/2015

A Iniciativa Verde é uma das organizações do terceiro setor que mais recuperam áreas degradadas do bioma Mata Atlântica. Em dez anos de atividades, quase um milhão e meio de árvores foram plantadas – a maioria na região Sudeste do país. Entre todas essas mudas, 68,5 hectares foram recompostos no Sistema Cantareira – maior manancial que abastece a Região Metropolitana de São Paulo.

Sabendo da importância do local, ainda mais neste momento em que a maior parte do estado de São Paulo se encontra em uma situação crítica em relação à água, este ano a Iniciativa Verde está focando seus esforços em recompor a mata da região. Os benefícios são a longo prazo, mas para que se tenha eles, as ações devem começar o quanto antes.

Para chegar ao número de 68,5 hectares de Mata Atlântica, a organização combina diversos programas e projetos: 52 hectares correspondem à área recuperadas com financiamento do programa Iniciativa BNDES Mata Atlântica nos municípios de Joanópolis e Nazaré Paulista (SP); 12,5 hectares às áreas recuperadas com financiamento do Programa Carbon Free, criado pela Iniciativa Verde para compensar voluntariamente as emissões de atividades humanas, no município de Extrema (MG); e, quatro hectares recompostos por meio do Programa Nascentes do Governo do Estado de São Paulo.

Mas os trabalhos continuam. Apenas por meio do Programa Nascentes, a organização já tem cadastrado 16 hectares e mais 20 hectares em processo de elaboração de projeto técnico. A maior parte dessas propriedades são de pequenos produtores rurais que sabem da importância da recuperação das áreas de matas ciliares para sua própria atividade e para a sociedade em geral. Unidos, a Iniciativa Verde e seus parceiros (sejam eles proprietários rurais, financiadores, governo) semeiam um mundo com melhor qualidade de vida. Plantam águas.

Iniciativa Verde
A Iniciativa Verde é uma organização brasileira do terceiro setor focada em ações socioambientais. A principal delas é a recuperação de áreas degradadas com o plantio de árvores nativas em pequenas propriedades rurais. As áreas a serem recompostas são, prioritariamente, mata ciliares em locais importantes para o abastecimento dos municípios, como o Sistema Cantareira (SP).

As áreas degradadas, geralmente em torno dos corpos de água como rios e nascentes, são recuperadas com a doação de pessoas jurídicas e físicas por meio do Programa Amigo da Floresta, são financiadas por meio da compensação de carbono feita via Programa Carbon Free ou editais como o Iniciativa BNDES Mata Atlântica, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Além disso, a organização também realiza inventários de emissões, produz publicações de temas relevantes da área ambiental, focadas no público geral e tem projetos na área de saneamento básico rural com tecnologia social, adequação ambiental de pequenas propriedades rurais, onde elabora planos de manejo, instalação de cisternas e implementação de Sistemas Agroflorestais. Em 2014, a entidade construiu um Centro de Educação Ambiental (CEA) em São Carlos (SP) com o patrocínio da Petrobras.

Obs.: A foto acima foi tirada de um plantio de árvores nativas em Joanópolis (SP), município que faz parte da bacia do Sistema Cantareira. 

  • 699 Hectares Reflorestados
  • 114.119 Toneladas de CO² compensados
  • 911 Empresas