II Conferência Brasileira de Restauração Ecológica acontece em novembro

II Conferência Brasileira de Restauração Ecológica acontece em novembro

Categoria(s): Arquivo

Publicado em 06/09/2018

 A cidade de Belo Horizonte (MG) receberá, de 21 a 23 de novembro, a II Conferência Brasileira de Restauração Ecológica, juntamente com o X Simpósio Brasileiro sobre Tecnologia de Sementes Florestais. As inscrições para participar estão abertas e devem ser realizadas através do site www.sobrestauracao.org/sobre2018 ou no próprio local, nos dias do evento.

O tema central deste ano é o ganho de escalada na restauração ecológica no Brasil. Para a comissão organizadora, todo o cenário da atividade no país clama por isso: há uma legislação específica para cumprir (Lei 12.651/2012, o “Novo Código Florestal”), uma política pública para tal fim (PROVEG - Política Nacional de Recuperação da Vegetação Nativa), serviços ambientais a serem conservados e restaurados, oportunidades econômicas e sociais envolvidas, além de compromissos nacionais e internacionais assumidos. “Precisamos urgentemente criar mecanismos para que esse ganho de escala ocorra”, defende a comissão em mensagem.

A Iniciativa Verde estará na conferência apresentando o trabalho “Experiências de financiamento da restauração por compensações ambientais” e o vídeo do Carbon Free Amazônia. Sabendo que um dos maiores desafios para a ganha de escalada da restauração no Brasil é a captação de recursos, vamos falar sobre a experiência da organização com programas de compensação ambiental voluntárias, como é o nosso Carbon Free (atrelado à emissão de gases do efeito estufa) e compulsória, que é o modelo do Programa Nascentes, do estado de São Paulo.

Para Roberto Resende, presidente da Iniciativa Verde, esta segunda conferência é um passo importante na consolidação da ciência e da prática da restauração no Brasil, e uma boa oportunidade de integração entre diversos atores.

A conferência e o simpósio são frutos da Sociedade Brasileira de Restauração Ecológica (SOBRE), cujo objetivo é reunir todos os segmentos que trabalham na área: pesquisadores, profissionais, tomadores de decisão, formuladores de políticas públicas, educadores, técnicos, extensionistas, estudantes, líderes comunitários, agências governamentais, instituições de pesquisa, ensino e extensão, ONGs, promotorias públicas de meio ambiente e o setor privado.

  • 699 Hectares Reflorestados
  • 114.267 Toneladas de CO² compensados
  • 916 Empresas