Governo prorroga por um ano a inscrição no CAR

Governo prorroga por um ano a inscrição no CAR

Categoria(s): Arquivo

Publicado em 01/09/2015

Os produtores rurais terão até maio de 2016 para se inscrever no Cadastro Ambiental Rural (CAR). O ministro interino do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, disse em abril que o governo decidiu adiar a obrigatoriedade. De acordo dados do Ministério do Meio Ambiente, em 18 de março apenas 38% da área estimada como passível de cadastramento tinha sido inscrita em todo o Brasil. Os dados do estado de São Paulo são parecidos. Até 12 de abril de 2015, segundo a Secretaria de Meio Ambiente, a proporção de área cadastrada era de 37% da área, com 82.662 imóveis inscritos (cerca de um terço do total).

“Além de ser obrigatório, o mais importante é destacar que o CAR é a porta de entrada para as inovações da Lei Florestal que significam benefícios aos proprietários”, afirma Roberto Resende, presidente da Iniciativa Verde. “A inscrição no CAR é a condição para a regularização do uso consolidado de Áreas de Preservação Permanente (APPs), compensações e uso econômico da Reserva Legal e também desobriga a averbação no Cartório de Imóveis, além de outras vantagens para os produtores”, completa. Ou seja, criado pelo Código Florestal e aprovado em maio de 2012, o CAR serve como um banco de informações sobre os imóveis rurais.

*Texto publicado originalmente na terceira edição da Revista Plantando Águas.

 

  • 699 Hectares Reflorestados
  • 114.267 Toneladas de CO² compensados
  • 916 Empresas